​Suprassumo da Esperança

Paiva Netto

 

Concentremos o pensamento em Jesus, fortaleçamos a corrente que liga a Terra ao Céu, porque todos os acertados caminhos nos serão abertos por Deus. Precisamos ter humildade perante os mecanismos das Leis Divinas, que ainda desconhecemos e dos quais somos beneficiários de acordo com o nosso merecimento. Daí haver necessidade de se perseverar na Fé Realizante para alcançar a Benemerência dos Céus.

No segundo livro de Reis, Antigo Testamento da Bíblia Sagrada, capítulo 4, versículos de 1 a 7, lemos a narrativa de um prodígio do Profeta Eliseu, sucessor do Profeta Elias, quando ele socorre, valendo-se do fenômeno da materialização, uma pobre viúva. Vejam aí o amparo do Pai Amantíssimo, que surge para os Seus fiéis seguidores nas horas mais ásperas das provações. Isso é o suprassumo da Esperança:

1 E uma pobre viúva, das mulheres dos filhos dos profetas, clamou a Eliseu, dizendo: Eliseu, meu marido, teu servo, está morto; e tu sabes que ele temia ao Senhor. Mas veio o credor a levar-me os meus dois filhos para fazê-los seus escravos.

2 E Eliseu lhe perguntou: Que posso eu fazer por ti, mulher? Dize-me: o que tens em tua casa? E ela respondeu: Eliseu, tua serva não tem nada em casa, senão uma botija de azeite.

3 Ao que o profeta lhe ordenou: Vai, mulher, pede para as tuas vizinhas vasos vazios emprestados e em grande quantidade.

4 Depois entra em casa, e fecha a porta atrás de ti e de teus filhos, e derrame o azeite em todos aqueles vasos [quer dizer, a partir do pouco azeite que ela possuía]; e coloque-os de lado à medida que estiverem cheios!

5 Partiu, pois, a mulher e fechou a porta de sua casa atrás de si e de seus filhos; e eles lhe traziam os vasos, e ela os enchia.

6 E sucedeu que enchidos todos os vasos, disse a viúva a seu filho: Traze-me ainda um vaso. Porém ele lhe disse: Mãe, não há mais nenhum. Então o azeite parou de fluir.

7 Veio ela, a viúva, e o fez saber a Eliseu, homem de Deus; e ele lhe disse: Vai, vende o azeite para pagar a tua dívida. Depois, tu e teus filhos vivereis do que restou.

Louvado seja o Todo-Poderoso Deus!

Afirmou Jesus: “Tudo é possível àquele que crê” (Evangelho do Cristo, segundo Marcos, 9:23).

E é mesmo uma flagrante verdade. A riqueza nasce do coração do ser humano e da compreensão que ele possui das Leis que regem o Universo. Logo, o conhecimento espiritual gera fartura. Por isso, temos de estar sempre juntos dos nossos Amigos da Humanidade de Cima a serviço de Deus, tão bondosa e modesta, que realiza o seu trabalho e nem é vista pela maioria, ao menos por agora, mas que existe para gáudio de todos nós.

 

José de Paiva Netto ― Jornalista, radialista e escritor.

paivanetto@lbv.org.br — www.boavontade.com