20 Agosto 2018

Demissão

O Governo perde o mais eficiente de todos os seus membros, que é o presidente da Petrobras, Pedro Parente. O seu pedido de demissão, uma vez que não iam demiti-lo no auge da crise, causou surpresa no Palácio do Planalto. Parente iniciou sua carreira quando foi levado do BC para o Ministério do Planejamento para ajudar a criar a Secretaria do Tesouro Nacional, durante o Governo Sarney. Também foi consultor do FMI, em Washington, depois chefe da Casa Civil da PR, ministro do Planejamento, Orçament e Gestão, secretário executivo do Ministério da Fazenda e ministro de Minas e Energiadurante o governo Fernando Henrique Cardos.